Quarta-feira, 15 de Março de 2006

ALGEMAS

ALGEMAS
(Soneto a Florbela)
 
As flores de amor-perfeito
Que decoram tuas tranças,
São aquelas que em meu peito
Ressuscitam as lembranças.
 
Teu coração me namora
Em paixões de faz-de-conta;
Que em rimas tuas de outrora
Amor novo me desponta.
                                                                
Cinco versos, redondilha,
Cinco cais de uma só ilha
Os dedos com que me “agarras”.
 
Os versos dos teus poemas
São as chaves das algemas
E as cordas com que me amarras.
.
João Chamiço 
.
 
Algemas, (Soneto a Florbela), podia perfeitamente chamar-se (Soneto a Natália (Natália Correia), e é nem mais nem menos que um sincero tributo a todas as poetisas, sejam elas consagradas ou não.
A todas as mulheres que através da escrita poética nos levam em viagens pelo interior dos seus próprios sonhos.
sinto-me: Pequenino
música: Ser Poeta é ser Mais Alto
publicado por João Chamiço às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

.mais sobre mim

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ALGEMAS

.arquivos

. Novembro 2014

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds