Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2006

PALAVRA MULHER


Abra-se um livro de poesia


Ao acaso num poema qualquer,


E talvez, ainda que por magia,


Conste nele a palavra mulher.


 


Mas essa, pode não ser afinal


A palavra que mais entoa,


Nesse poema circunstancial


Dessa página aberta à toa.


 


Talvez mãe, seja a forte razão


Ou ainda, razão maior seja só,


Se a palavra lá não estiver,


 


Uma propositada omissão


De quem escrevendo; mãe, filha e avó


Quisesse apenas escrever; Mulher.


 


João Chamiço

publicado por João Chamiço às 01:53
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 11:13
Um bonito hino dedicado á mulhar.beijinhosmaria joão
(http://omeuolhar.blogs.sapo.pt)
(mailto:arcoiris.2005@hotmail.com)

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O HOMEM VELHO

. À JANELA

. QUEM DERA, QUEM DERA

. ESPELHOS TEUS

. PIROPO

. BRISA

. FLORES DE AÇORES

. ZECA AFONSO - SANTIAGO DE...

. JOGOS FLORAIS DE AVIZ 200...

. JOGOS FLORAIS DE ALMEIRM

.arquivos

. Novembro 2014

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds