Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2006

O ARRUMADOR

É como um polícia sinaleiro


Executa sinais bem treinados,


E fica na mira do dinheiro


Neste negócio não há fiados.


 


Do utente, que paga a cobrança


Um encolher de ombros conformado,


É assim que se escusa a vingança


P’ra que o carro não surja riscado.


 


Aborda-nos com ar de simplório


No rosto, as infâncias não tidas,


Mente a quem lhe diz a verdade,


 


As fronteiras do seu território


Têm regras por ele definidas,


Ele é dono de toda a cidade.


 


F. Januário

publicado por João Chamiço às 01:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O HOMEM VELHO

. À JANELA

. QUEM DERA, QUEM DERA

. ESPELHOS TEUS

. PIROPO

. BRISA

. FLORES DE AÇORES

. ZECA AFONSO - SANTIAGO DE...

. JOGOS FLORAIS DE AVIZ 200...

. JOGOS FLORAIS DE ALMEIRM

.arquivos

. Novembro 2014

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds