Sábado, 6 de Dezembro de 2008

SE

SE

Se todos os defeitos deste efémero viver,
Fossem assim, destas simplicidades tão meras,
Outros sonhos e outros sóis haveriam de ser
Gáudio de antemanhãs sem hora de entardecer
Perenemente ornamentados de primaveras.
 
Se suavizássemos os caminhos lodacentos
Bordejando-os de jasmim e de belas rosas,
Depois de nós viriam aqueles, cujos adventos,
Em caminhos lisos se fariam sem tormentos;
Deixando neles um lastro de flores mimosas.
 
Se reciclados fossem, os canos das bombardas,
Em cada bomba, uma Fénix eclodiria;
E às crianças, das cinzas da guerra libertadas,
Se converteriam em ternura as bofetadas,
E um bando infindo de pombas brancas nasceria.
 
Se os mísseis balísticos intercontinentais
Não trouxessem no ventre o gérmen da tragédia,
Mas antes sustentos, ainda que os mais banais;
Que chegassem aos mais miseráveis comensais;
Famintas figuras desta ignóbil comédia.
 
João Chamiço
publicado por João Chamiço às 22:17
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Maria João Brito de Sousa a 7 de Dezembro de 2008 às 03:02
Ora aqui está outro magnífico "Se"! Estou semi-morta de sono, mas valeu a pena passar por cá.
Um grande abraço para ti, joão.
De Maria João Brito de Sousa a 7 de Dezembro de 2008 às 22:35
E eu já vi o teu "Se"!
Olha, amigo, eu hoje também tenho uma novidade diferente no poetaporkedeusker. Não confirmei telefonicamente, mas visitei o Bazar da Carolina e pareceu-me estar ligado a entidades merecedoras de confiança. Se tiveres maneira de divulgar também, penso que será muito bom! E está tão de acordo com o teu "Se"...
Abraço grande!
De Paulo José Matos a 11 de Dezembro de 2008 às 13:35
"Se", "Se" e "Se"

-em vez de centrais nucleares construíssem centrais dessalinizadoras para dar agua a meio mundo que a não tem,

-em vez de mísseis com vingança para com outros homens, fosse plantar zonas arborizadas para impedir o aumento dos desertos

-em vez petróleo como combustível base, fosse energias renovaveis

-em vez de termos muitos e caros medicamentos para amortecer o impacto da sida, houvesse uma vacina única com a cura
De João Chamiço a 11 de Dezembro de 2008 às 23:13
É dever de todos nós alertar as consciências menos despertas, sem receio de estigmas ou conotações. Bem sabemos todos como as mentes preversas são hábeis em "ler" os pensamentos dos que não lhes falam ao jeito.

Um abraço e um Natal feliz.

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O HOMEM VELHO

. À JANELA

. QUEM DERA, QUEM DERA

. ESPELHOS TEUS

. PIROPO

. BRISA

. FLORES DE AÇORES

. ZECA AFONSO - SANTIAGO DE...

. JOGOS FLORAIS DE AVIZ 200...

. JOGOS FLORAIS DE ALMEIRM

.arquivos

. Novembro 2014

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds