Domingo, 30 de Março de 2008

******** O CARTEIRO *********

O carteiro vai, de rua em rua,

E leva as cartas de porta em porta.

É do destino a culpa, e não sua,

Se são más, as novas que transporta.

 

Se há Noivas, em contida aflição,

São sentinelas que a rua tem,

Que em constante alerta de ilusão

Penam pelas cartas que não vêm.

 

De algumas, se torna confidente

Seu mais que discreto “confessor”

Que as sabe escutar emudecido.

 

Porém, Seu triste coração mente

Sempre que esconde o secreto amor

Que por elas nutre entristecido.

 

                                            João Chamiço

 

            Tal como diz a canção, o carteiro não tem culpa,

            É a sua condição!

música: Cartas de Amor
publicado por João Chamiço às 22:13
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Carlos Gil a 31 de Março de 2008 às 11:17
fico contente por, indirectamente, te ter feito desenterrar este (bom) momento de Poesia.
abraço
De Café com Natas a 26 de Abril de 2008 às 23:39
Acho que vais gostar muito do blog da poetaporkdeusker...
Eu adoro poesia!
Depois volto para te ler com mais calma!
Beijinho
De João Chamiço a 27 de Abril de 2008 às 23:11
Volta sempre que queiras e deixa sempre um comentário, se a isso houver lugar.
Também passareia ser visita habitual no teu sítio, dentro do possivel.

Um abraço, João Chamiço
De Café com Natas a 28 de Abril de 2008 às 00:09
De Blue Eyes a 27 de Abril de 2008 às 16:14
Bonito poema!
Mas olhe que hoje a realidade é bem diferente. Para as pessoas, "a culpa é sempre do carteiro."
Palavras de quem já foi carteiro e ainda trabalha nos CTT.

Abraço
De João Chamiço a 27 de Abril de 2008 às 23:08
Grato pelo comentário simpático.
Na vida acelerada em que nos embrenhámos todos, quase não há lugar nem tempo para cartas de amor. O que o carteiro faz hoje, pouco ou nada tem de romântico.

Um abraço, João Chamiço
De Café com Natas a 28 de Abril de 2008 às 00:10
Há, há, João...
Ainda há!
De João Chamiço a 28 de Abril de 2008 às 00:16
Se calhar tens razão. Ainda há que consiga repartir o tempo pelas mais diversas ocupações do dia-a-dia. Incluindo também algum romantismo.

Uma boa noite, João Chamiço

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O HOMEM VELHO

. À JANELA

. QUEM DERA, QUEM DERA

. ESPELHOS TEUS

. PIROPO

. BRISA

. FLORES DE AÇORES

. ZECA AFONSO - SANTIAGO DE...

. JOGOS FLORAIS DE AVIZ 200...

. JOGOS FLORAIS DE ALMEIRM

.arquivos

. Novembro 2014

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds