Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

TOMEI DE EMPRÉSTIMO O TEU POEMA

Tomei de empréstimo o teu poema,

De clarões repleto, e uma guitarra
Que ao longe, dolente trinava
E acordava ao ritmo de um fonema.
Tomei-o de empréstimo, e lema
E leme, talhado em cais de amarra
De clarões repleto, e uma guitarra
Que em rugidos de mar se empolgava.
 
Tomei de empréstimo o mar azul
Desse mundo teu que estremecido
Em clarões de alvorecer do dia
Se espraiava esgueirado ao sul;
Tomei de empréstimo o mar azul
E um som de guitarra se perdia
Em desassossegado gemido
Sem se saber de onde, tal se ouvia.
 
Tomei de empréstimo esses teus fados,
Porque os caminhos, os não havia
Nos jardins, canteiros de alfazema
Alegretes virgens, intocados.
Tomei de empréstimo esses teus fados
E de tua fronte o diadema;
Na guitarra que ao longe se ouvia,
Tomei de empréstimo, o teu poema!
 
João Chamiço
2008-11-28
 
Inspirado no poema “Clarões” de Maria Luísa Adães
 http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt/
 
publicado por João Chamiço às 00:33
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

BOLEROS

 

 

(click sobre cada corazoncito)

 

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/la_barca/labarca.htmLa Barca
 

Amor Amorhttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/amoramor/amoramor.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/amaneci/amaneci.htmAmaneci en Tus Brazos
 

Amor  Perdidohttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/amorperdido/amor_perdido.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/elreloj/elreloj.htmEl Reloj
 

Contigo En La Distanciahttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/contigo/contigo_en_la_distancia.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/enlaorilla/en_la_orilla_del_marindex.htmEn La Orillla Del Mar
 

Sin Tihttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/sinti/sin_ti.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/teestranho/te_estranho.htmTe  Extraño
 

Inolvidablehttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/inolvidable/inolvidablehtm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/maria_bonita/maria_bonita.htmMaria Bonita
 

Juramehttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/jurame/jurame.htm

  Pecadorahttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/pecadora/pecadora.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/esperameemcielo/esperame_en_el_cielo.htmEsperame en el cielo
 

  Tu me Acostumbrastehttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/tumeacosteunmbraste/tu_me_acostumbraste.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/nochederonda/noche_de_ronda.htmNoche de Ronda
 

  Historia de un Amorhttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/historiadeunamor/historia_de_un_amor.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/voyapagaarlaluz/voy_a_apagar_la_luz.htmVoy Apagar La Luz
 

  Esta Tarde Vi Lloverhttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/estatardevi/esta_tarde_vi_llover.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/saborame/sabor_a_mi.htmSabor a Mí 
 

  Aquellos Ojos Verdeshttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/aquelesolhosverdes/aquellos_ojos_verdes.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/usted/usted.htmUsted
 

Sabrá Dioshttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/sabradios/sabra_dios.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/nosotros/nosotros.htmNosotros
 

La  Puertahttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/la_puerta/la_puerta.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/besame/besame_mucho.htmBesame Mucho
 

Contigo Aprendi http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/contigo_aprendi/contigo_aprendi.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/hipocrita/hipocrita.htmHipócrita
 

No me platiques máshttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/no_me_platiques/no_me_platiques_mas.htm

http://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/veredatropical/vereda_tropical.htmVereda Tropical

Solamente Una Vezhttp://www.paixaoeromance.com.br/o_bolero/solamente/solamente_una_vez.htm

 
 

 

 

Após ter recebido via e-mail estas maravilhas não resisti a partilhar convosco o prazer de as "saborear". 

sinto-me: muchaxo
música: Bolero
publicado por João Chamiço às 00:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

A JURA

                                         

                                             A JURA

Tu pediste-me uma jura
E uma jura te jurei!
Depois da jura jurada
Foi então que me lembrei:
Que qualquer jura só dura
Enquanto não é quebrada.
 
A jura de amor é pura
Se é com amor que a juramos
Aos seres que nos namoram.
Porém, só momentos dura,
Se a jura de amor quebramos
Entre corações que choram.
 
Se a jura não é sincera
Tarde ou cedo nos traz pena
Em sobejos de amargura.
Mas no meio da quimera
É o coração que ordena
Que tempo é que a jura dura.
 
João Chamiço
2006-05-22
música: Música no Coração
publicado por João Chamiço às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.mais sobre mim

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O HOMEM VELHO

. À JANELA

. QUEM DERA, QUEM DERA

. ESPELHOS TEUS

. PIROPO

. BRISA

. FLORES DE AÇORES

. ZECA AFONSO - SANTIAGO DE...

. JOGOS FLORAIS DE AVIZ 200...

. JOGOS FLORAIS DE ALMEIRM

.arquivos

. Novembro 2014

. Agosto 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Agosto 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds