Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aqui, no OBSERVANTES, têm lugar privilegiado:

A poesia, os sonhos e a utopia. A critica incisiva às realidades concretas de Portugal e do mundo baseadas na verdade constatada e só nela. "A verdade nunca é injusta; pode magoar, mas não deixa ferida". (Eduardo Girão)

Aqui, no OBSERVANTES, têm lugar privilegiado:

A poesia, os sonhos e a utopia. A critica incisiva às realidades concretas de Portugal e do mundo baseadas na verdade constatada e só nela. "A verdade nunca é injusta; pode magoar, mas não deixa ferida". (Eduardo Girão)

28.01.06

O Actor


João Chamiço

Quando ele encarna os personagens
É com a paixão desmedida
De quem espelha, em imagens
Os retratos da nossa vida.


Ele veste a pele do cordeiro
Que do lobo teme o instinto,
Faz de homem de muito dinheiro
Ou faz de mendigo faminto.


Ou faz um papel doloroso,
Ou representa a juventude
Sem evidenciar a saudade,


De encanto cheio e de virtude,
Faz até de um homem charmoso
Que já vai na terceira idade.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.